As 5 Habilidades Sexuais que Nenhum Homem consegue RESISTIR!

As 5 Habilidades Sexuais que Nenhum Homem Consegue RESISTIR são qualidades simples mais que fazem uma enorme diferença quando o assunto é a conquista. Essas Habilidades vão fazer com que você desvende todos os segredos desse momento tão especial que a relação sexual. E ser um Expert na arte da relação sexual não significa exatamente ser um atleta da intimidade, cheio de vigor, criatividade e ousadia.

Em muitos casos, toques e técnicas simples, mas bem estratégicos, podem fazer a maior diferença para impressionar o parceiro. Conheça as habilidades sexuais que nenhum homem é capaz de resistir:

Saiba Toca-lo: Óleos especiais ou mesmo sua própria saliva podem funcionar como bons lubrificantes para exitar o parceiro de um jeito que ele nunca vai esquecer. Nem toda mulher sabe ou tem a obrigação de conhecer exatamente como eles gostam de ser tocados, mas um essa habilidade pode ser aprendida.

Dê Mordidas em Pontos Estratégicos: Não ignore o poder dos toques básicos ao acariciar o parceiro. Mordidinhas, arranhões de leve e mesmo sua respiração ofegante no pescoço e nuca podem deixar qualquer homem arrepiado e bastante estimulado para a relação sexual.

Mamilos: Assim como nas mulheres, a região dos mamilos também é sensível para os homens. Por isso, aposte em lambidas, mordidinhas e até beliscões de leve.

Saiba usar a Língua: Usar a língua para carícias na região abdominal do parceiro pode ser bastante estimulante, especialmente na medida em que você desce para o pênis. Aproveite ainda para beijar virilha e a região do saco escrotal, muitas vezes ignorada pelas mulheres no sexo.

Vá Mais Fundo: Por causa de um preconceito tolo, muitos homens não admitem que sentem prazer no bumbum ou mesmo no ânus. A excitação experimentada por toques na região não tem nada a ver com maior ou menor masculinidade ou sequer está relacionada à homossexualidade. Se deseja experimentar as carícias com seu parceiro, pode começar com técnicas de massagens tântricas que apimentam a relação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comentários