Cadela paralisada se arrasta por vários km a procura de ajuda e sua coragem foi recompensada

Existem corações lindos espalhados por esse mundo fora. Muitas pessoas bondosas esticam suas mãos para ajudar pessoas e animais com dificuldades. Nunca nos podemos esquecer de lhes agradecer todo o bem que fazem, para que tenhamos e vivamos em uma sociedade melhor. Poppy é uma filhotinha de cachorro adorável. Suas patinhas traseiras estão paralisadas e ela se arrastou por quilômetros para conseguir ajuda. Graças a pessoas com um grande coração, essa cadelinha conseguiu ajuda e agora tem uma segunda chance de vida.

Ainda muito jovem, Poppy viu sua coluna ser esmagada, paralisando suas patinhas traseiras. Não sabemos exatamente o que aconteceu, mas o mais provável é que ela tenha sido pisada por um animal de grande porte ou violentamente mal tratada por uma pessoa. Durante semanas ou até mesmo meses, o animal desesperou por ajuda.

Susanne Vogel, trabalha em um campo de pesquisa sobre elefantes em Botswana, um país do Sul africano. Ela e seus colegas ficaram de coração partido ao verem a pobre cadelinha rastejar em direção ao seu acampamento.

“Ela era incapaz de andar, mas estava cheia de amor e à procura de ajuda”, disse Susanne.

A mulher bondosa imediatamente acudiu a patuda. No campo de pesquisa, fizeram tudo o que era possível para ajudá-la, esperando pela melhor oportunidade de levá-la ao veterinário mais próximo, localizado a oito horas de distância de carro.

Susanne não podia acreditar que essa linda menina tinha sobrevivido a tão graves ferimentos e que ainda por cima se tinha arrastado por tanto tempo até encontrar ajuda no campo.

“O acampamento fica em uma área remota cheia de elefantes, mas também leões, hienas e outros predadores”, disse Susanne.

Poppy sobreviveu não só a predadores, como a fortes chuvas. Venda a bravura desse pequenina, todo o campo uniu forças para ajudá-la.

A peludinha e um de seus novos amigos, Graham McCulloch fizeram a viagem de oito horas através de estradas perigosas e em seguida, atravessaram o rio de barco, até à clínica veterinária mais próxima.

O veterinário determinou que a pequenina tinha cerca de 7 meses. Ela precisava de uma cirurgia para reparar sua espinha e alguns ferimentos. Um membro da equipe, Amanda Stronza, criou uma página, GoFoundMe, de modo a conseguir o montante necessário para realizarem a intervenção. Enquanto isso, Poppy continuou recuperando da longa viagem.

As chances do animal sobreviver à operação eram escassas. “Era tanta vida nela, eu sabia que tinha que honrar a sua vontade de viver e a luta difícil que a levou a encontrar-nos e a manter-se viva. Eu não poderia concordar com a eutanásia”.

Após alguns dias sendo nutrida, hidratada e tratada adequadamente, a condição de Poppy melhorou de forma considerável. O veterinário decidiu então que seria melhor deixá-la recuperar um pouco mais suas forças, antes de tentar a cirurgia de risco elevado. Sua vontade de viver e progressos continuavam a surpreender seus salvadores. Eles sabiam que todo o dinheiro e carinho atribuídos à pequena cadelinha valiam a pena, ela era tão especial!

“Seus olhos nos atraíram imediatamente”, disse Amanda. “Eles são enormes e cintilantes, implorando pela vida”.

Hoje Poppy está se recuperando e ganhando as forças de que tanto necessita para ser operada. Daqui a um mês ela irá para a sala de operações. Seus salvadores acreditam que ela se sairá muito bem e estão ansiosos por vê-la ainda mais feliz.

“Ela tem tantas pessoas ao redor do mundo que gostam de ver seu progresso diário e estão ansiosas para ver um resultado positivo, nomeadamente a adoção por uma família amorosa”, disse Amanda. “Ela vai recuperar sua capacidade de caminhar, ainda que tenha que usar um carrinho para ajudá-la. Eu acho que ela tem um futuro brilhante!”.

Vamos torcer para que Poppy se recupere rápida e positivamente.

Via: Histórias com Valor

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comentários