Eles adotaram uma bebê. E quando o pai conhece a mãe biológica, mal pode acreditar com a descoberta

casal-chloe
Walt tinha apenas 10 anos quando divertiu sua família ao dizer que queria ter uma filhinha. Ele era pequeno, mas nasceu com um instinto paternal profundo. Um dia, durante esse tempo, ele teve um sonho no qual Deus aparecia e falava que ele seria pai de uma menina chamada Chloe e que ela seria sua razão de existir.

O tempo passou e Walt encontrou Annie, uma garota de sua vizinhança. Seus pais eram amigos e deram uma mãozinha para que a amizade entre eles seguisse adiante.

Walt e Annie eram apenas amigos, mas isso não durou muito tempo, já que ambos sabiam que tinham sido feitos um para o outro. O relacionamento foi repleto de trocas e planos para o futuro. Certo dia, quando falavam de filhos, Walt revelou que gostaria de ter uma filha chamada Chloe. Na hora, Annie também disse que amava aquele nome e que sempre sonhou com a maternidade.

Infelizmente, o casal não sabia, naquele momento, que ambos eram inférteis.

Annie aos 9 anos

annie1

Annie e Walt antes do casamento

annie2

No casamento

anni3
Eles eram tão felizes que decidiram se casar e ter filhos. Foi aí que descobriram sua infertilidade. Eles lutaram contra esta realidade por anos e até questionaram a sua fé em Deus.

“Eu questionei a bondade de Deus durante esse tempo. Eu senti que o que ele estava fazendo era muito ruim.”, disse Annie.

Ali, eles tinham certeza de que o sonho de constituir uma família estava acabado. O que, no entanto, não sabiam era que o futuro reservava algo extraordinário para eles. E perceberam que não havia nada de errado em adotar uma criança. Porém, Walt não estava convencido de que a adoção o faria feliz.

Um dia Annie recebeu um e-mail dizendo “É uma menina” de um centro de adoção. No mesmo instante, disseram que a mãe biológica gostaria de falar com Annie e Walt antes de entregar sua filha.

Assim que viram a bebê nos braços da mãe biológica, Walt teve um flashback que o arrepiou por inteiro: aquela bebê era exatamente igual a do seu sonho na infância. Mas a história fica ainda mais arrepiante (e emocionante) quando ouviram da mãe biológica: “Antes mesmo de saber que seria uma menina, eu havia dado a ela o nome de Chloe.” Destino ou coincidência?

Assista à incrível história desse casal que foi em frente na realização de um sonho:

Às vezes, grandes dificuldades são colocadas em nosso caminho por um motivo que só alguém muito maior que a gente conhece e não teria o feito se não soubesse que não podíamos resistir.

Ficou tocado com a história? Não deixe de compartilhar com seus amigos e familiares.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comentários