Enquanto todos fugiam do frio, ele despejou água em embalagens de alumínio. Que ideia brilhante!

A costa leste dos Estados Unidos foi recentemente atingida por uma violenta tempestade de neve e tudo que os moradores desta região queriam era se esconder dentro de casa. Mas Mitch Fritz, de Minnesota, pensou numa maneira completamente diferente de desfrutar deste fenômeno natural.

Ele resolveu construir um iglu! Para fazer isso, ele primeiro comprou dezenas de embalagens de alumínio – tipo aquelas de ‘quentinha’ – e as encheu de água misturada com tintas de diversas cores. Em seguida, Mitch deixou os potinhos do lado de fora para que congelassem durante a noite.
mitch1

Então ele traçou meticulosamente na neve o desenho de sua futura casa gelada.
mitch2

Na manhã seguinte, os “blocos de construção” estavam prontos e ele começou a trabalhar. Em apenas algumas horas, o resultado de seu trabalho original estava lá para ser visto. Por que Mitch fez isso? “Eu não gosto de jogar videogame. Eu gosto mesmo é de estar ao ar livre. O iglu foi a forma que encontrei de ficar mais tempo do lado de fora da casa,” ele conta. Além disso, Mitch joga hóquei, uma modalidade de esporte onde a quadra é, na verdade, uma pista de gelo. Então frio e neve já fazem parte do seu dia a dia!

Em relação à sua obra prima, as cores tornam a sua construção particularmente legal. Quando a luz brilha através das paredes, os tijolinhos geram um efeito realmente fantástico.

mitch3

mitch4

mitch5

O mestre orgulhoso na frente de sua obra. “Eu estou feliz de compartilhar com o mundo as imagens do meu iglu”, brinca o arquiteto mirim.

mitch6
Mitch precisou de mais de 500 tijolos de gelo coloridos e de cerca de 15 horas para fazer isso. Mas ficou lindo e valeu a pena! Num momento em que todos ficaram em casa presos por conta da forte nevasca, este garoto usou muito bem o seu tempo livre.

Se você está morrendo de calor no nosso verão tropical, mostre estas imagens ‘refrescantes’ e geladas para seus amigos!

Via: Não Acredito

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comentários